Tradutor (incluindo Português)

21/05/2013

DSM 5 - O que mudou no diagnostico da Dependência Química

DSM 5 - O que mudou no diagnostico da Dependência Química

por Thiago Marques Fidalgo

Acontece agora, de 18 a 22 de maio, em São Francisco, o 166 Encontro Anual da Associação Psiquiátrica Americana. Nesse evento ocorre o lançamento da quinta edição do Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais (DSM, na sigla em inglês). Essa nova edição traz uma profunda revisão dos critérios diagnósticos dos transtornos mentais.

A dependência de substâncias sofreu importantes modificações. Em primeiro lugar, a dicotomia entre os diagnóstico de abuso e de dependência de substâncias deixou de existir. Alem disso, a história de problemas com a lei em decorrência do uso de substâncias não faz mais parte dos 11 critérios diagnósticos. Em seu lugar, entrou a presença de fissura (craving).

Assim, pela nova classificação, o paciente pode ter os seguintes diagnósticos:

- dependência leve - presença de dois ou três dos onze critérios por um período de um ano

- dependência moderada - presença de quatro ou cinco dos onze critérios por um período de um ano

- dependência grave - presença de mais de seis dos onze critérios por um período de um ano

Os 11 critérios são:

- uso em quantidades maiores ou por mais tempo que o planejado
- desejo persistente ou incapacidade de controlar o desejo
- gasto importante de tempo em atividades para obter a substância
- fissura importante
- deixar de desempenhar atividades sociais, ocupacionais ou familiares devido ao uso
- continuar o uso apesar de apresentar problemas sociais ou interpessoais
- restrição do repertório de vida em função do uso 
- manutenção do uso apesar de prejuízos físicos
- uso em situações de exposição a risco
- tolerância
- abstinência

Além disso, outra novidade foi a inclusão da síndrome de abstinência de maconha e de cafeína entre os transtornos induzidos pelo uso de substâncias.

O impacto dessas mudanças para a saúde pública, para as novas pesquisas e para os novos tratamentos só poderá ser avaliado nos próximos anos, à medida em que esses novos critérios forem colocados em prática.

3 comentários:



  1. Em parceria com a Google e com o Grupo VIP oferecemos telas mosquiteiras importadas dos estados unidos aos clientes que querem proteção e bem-estar para sua família, isto porque o produto não propaga chamas, fungos ou mofos, são telas de fácil limpeza e protegem sua família contra picadas de insetos, principalmente os mosquitos da dengue. Telas mosquiteiras em São Paulo, telas mosquiteiras campinas, telas mosquiteiras valinhos, telas mosquiteiras vinhedo, telas mosquiteiras granja vianna, telas mosquiteiras alphaville, telas mosquiteiras tamboré , telas mosquiteiras jundiai.

    telas mosquiteiras , telas mosquiteiras campinas, telas mosquiteiras valinhos, telas mosquiteiras vinhedo, telas mosquiteiras granja vianna, telas mosquiteiras alphaville, telas mosquiteiras tamboré , telas mosquiteiras jundiai.


    ResponderExcluir
  2. Quer Se Livrar Das Drogas?
    Mais de 90% dos internos aderem ao tratamento e retornam as suas atividades e ao convívio social, apresentando um ótimo desenvolvimento de sua vida.
    http://www.viversemdroga.com.br/index.php

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...